Eu sei que o Dia das Bruxas já passou, mas vou publicar uma matéria que eu fiz para a edição 71 da revista Expressão sobre bruxaria. Eu gosto muito disso e já pensei várias vezes fazer um curso específico, mas nunca me sobra tempo nem dinheiro. Nem por isso deixo de ler alguns livros a respeito.

 

bruxa

BRUXOS DA MODERNIDADE

Comemore o dia 31 de outubro de uma maneira diferente. Junte seus amigos e faça um ritual cheio de magia

Por: Ana Paula Todisco

A psicóloga Andréia Zielinki, 35 anos, é uma paulista que atualmente mora em Araçoiaba da Serra, interior de São Paulo, com o marido, duas filhas, um gato, um cachorro, diversos passarinhos e peixes. Aos sete anos de idade já fazia banhos de flores, acendia incenso para energizar a casa, comia ervas que tinham o mesmo formato de um órgão do corpo, mas tudo sem saber o real significado. Fazia por intuição. Anos depois, fez um curso de bruxaria natural para ter mais conhecimento sobre o assunto. “Depois que comecei a estudar, fui perceber que as ervas que eu comia quando era pequena, realmente serviam para curar a dor que eu sentia”, conta Andréia.

Assim como ela, existem milhares de bruxas “solitárias” e muitas outras que preferem fazer rituais juntas. Uma data muito especial até hoje para quem pratica bruxaria é o Halloween ou Dia das Bruxas, como é mundialmente conhecido, que nasceu há mais de 2.000 anos, a partir das datas comemoradas pelo povo Celta, e desde àquela época eles já acreditavam que do dia 31 de outubro a 2 de novembro era o tempo em que a terceira (seres visíveis) e a quarta (seres invisíveis, como gnomos, fadas e duendes) dimensões se encontravam, e as forças sobrenaturais estavam livres para fazer o que quisessem.

Bruxaria Natural e Wicca

Foi por volta de 25 mil anos a.C., na era paleolítica, que a bruxaria surgiu, mas somente através da antropóloga Margareth Murray, uma mulher que dedicou a vida para estudar as origens da bruxaria, pode-se descobrir que o homem primitivo já cuidava da Mãe Natureza, como se eles fossem um só. Na época, não existia distinção entre natureza e ser humano, um completava o outro. E foi a partir daí que a harmonia foi se desenvolvendo. Porém, a predominância do homem sobre a natureza causou uma “rachadura” entre a questão da magia e do mental. Para resgatar a união, a bruxaria surge com duas linhas distintas: a Wicca, que vê na natureza uma maneira de religação com a religiosidade, mas que não tem somente um único tipo. São mais de 50 tradições diferentes de Wicca. Segundo o ocultista da Humaniversidade Holística, Alexandre Garzeri, que também criou uma dessas tradições – a WTOH (Wicca Tradicional, Ocultista e Hermética), durante as reuniões, que são realizadas uma vez por mês e geralmente na casa de um dos membros, eles celebram as estações do ano, colocam o ser humano mais próximo da natureza e também podem auxiliar na cura de doenças.

Já a Bruxaria Natural, busca o lado mais primitivo. “Mexemos com a terra, trabalhamos com os quatro elementos, ervas, cores, cristais e com a força da lua, além de respeitar a crença religiosa de cada pessoa”, explica a bruxa Tânia Gori que é presidente da Universidade Livre Holística Casa de Bruxa..

Prepare sua Festa de Halloween

O dia 31 de Outubro é a única data em que se pode fazer três pedidos. A bruxa Tânia Gori, dá algumas dicas para quem quer comemorar esse dia. Aproveite para chamar familiares e amigos e faça um ritual bem diferente.

Abóboras | Use e abuse das abóboras recortadas, os orifícios em forma de olhos, boca e nariz, iluminadas internamente por velas pretas, roxas e laranjas. A abóbora simboliza a fertilidade e a sabedoria. A vela indica os caminhos para os espíritos do outro plano astral.

Caldeirão | Dentro dele, os convidados devem atirar moedas e mensagens escritas com pedidos dirigidos aos espíritos. Para substituir a fogueira, use lâmpada envolvida em papel celofane vermelho, amarelo e tons de laranja. As moedas, ao final da festa, devem ser recolhidas para serem doadas aos necessitados. Os bilhetes com os pedidos, devem ser incinerados para que sejam mais rapidamente atendidos, pois se elevarão através da fumaça.

Decoração e coquetel | Você poderá preparar tortas e bolos e decorar a mesa com abóboras iluminadas, maçãs vermelhas, frutas de Morgana e ainda servir vinhos e cervejas.

Ritual | O Halloween é um momento de grande festa e confraternização, pois como os portais estão abertos, podemos estabelecer um contato maior com todos os elementais. Por isso, no final da festa, é muito legal reunir os amigos e fazer um bonito ritual.

Ponche Mágico para o ritual | Separe algumas maçãs e um bom vinho. As maçãs devem ser cortadas em pequenos cubos e depositadas num jarro de vidro, acrescidas do vinho. À noite, deve-se acender duas velas cor de laranja e os participantes farão uma roda com as mãos dadas e mentalizarão seus desejos. Nesse momento, quem estiver liderando o ritual coloca o vinho nos cálices dos participantes. Quem tiver mais pedaços de maçã no seu cálice terá seu desejo realizado mais depressa. Já, quem não conseguiu essa graça, deve acender um incenso e pedir proteção para as bruxas.